sábado, 13 de junho de 2009

O que faço com meu filho na hora da fúria?
Redação Crescer


Pode ser difícil lidar com as variações de temperamento do seu filho, mas a melhor alternativa é encarar a situação com tranquilidade.

Quanto mais calmo você estiver, menos chance você tem de piorar a situação e, claro, menores serão as possibilidades de ela insistir nesse tipo de comportamento.

Em primeiro lugar, é preciso saber – e explicar à criança – que ela pode, sim, sentir raiva.

O problema é como reagir a esse sentimento.

O aprendizado vem do exemplo: a forma como adultos agem diante de situações estressantes serve de modelo para a criança.

Pode ser uma fase passageira, porém, se persistir, converse com o pediatra ou procure um psicólogo.

Fonte:

Ana Merzel, chefe do Departamento de Psicologia do Hospital Albert Einstein (SP)

Revista Crescer

Um comentário:

Pensamentos em Orientação disse...

Oi amiga...Tem um selinho "Nota 10" pra voce no meu blog...è só passar, pegar e seguir as regrinhas...Bjs Teresa Carneiro

 
©2009 Elke di Barros Modificado por Tatyana Martins Silvana Bettio